domingo, 24 de agosto de 2008

Mar e Ana...Histórias que nos contam na cama

Ana é uma menina linda!


Seus olhos refletiam o frescor do oceano, seus cabelos dourados como os raios de sol...sua pele alva e macia como nuvens delicadas deslizando na imensidão.


Todas as manhãs, antes do sol acordar, Ana passeava pela praia... seus passos lentos e leves tocavam a areia úmida, sentindo a energia do solo penetrar por seus poros...abria os braços, sentindo o ar entrar e sair de seus pulmões suavemente... brincava, corria, sorria e cantava, saltava sobre as ondas como se parecesse voar.


O Mar ao ver aquela menina tão doce, transparente, percebeu a pureza que trazia em seu coração.


Sentiu suas águas frias ficarem pouco a pouco levemente aquecidas...as ondas rolavam suavemente, produzindo espumas delicadas e cristalinas... cada vez que tocavam os pés de Ana, traziam as mais belas conchas e valiosas pérolas para enfeitar e presentear seu amor.


A menina admirada com tanta beleza sentiu seu coração arder de amor e emoção...cada pulsar tal como a mais bela melodia ecoava rumo ao infinito...


Não contendo mais tanta emoção, correu em direção às águas.


O vento se transformava em uma brisa calma...tocava levemente seus cabelos e fazia carícias em seu rosto...


Finalmente Ana mergulhou nas águas cristalinas da imensidão do Mar azul que emocionado a envolvia carinhosamente, como um abraço, um beijo amoroso.


Ana sentia um amor profundo, em sua pele, seu coração, no íntimo de sua alma...e Sorria!


A felicidade havia tomado conta de si deixando-a se entregar pouco a pouco...


Suspirou...um suspiro leve, silencioso.


Uma lágrima de emoção e paz se misturava nas águas salgadas do mar, selando a união de Ana e o Mar...Em seguida, como que por encanto desapareceu...


Dizem que todas as manhãs, bem antes do sol surgir no horizonte, podemos sentir a brisa leve e perfumada, tal como a rosa mais formosa e delicada


Como Ana e o Mar.












"Ana e o Mar, Mar e Ana histórias que nos contam na cama antes da gente dormir..."
(O Teatro Mágico)




2 comentários:

Mari Mendes disse...

Ai, que linda a história! Mas também, sendo baseada numa música tão linda não podia ser diferente! xD Parabéns, viu?! Mesmo!

A parte que mais gostei:

"Dizem que todas as manhãs, bem antes do sol surgir no horizonte, podemos sentir a brisa leve e perfumada, tal como a rosa mais formosa e delicada

Como Ana e o Mar."

Saudade também!

Beijos
=D

Wlad Lara disse...

poxa, Andréia, que legal.


Desculpe ser o estraga prazeres, mas Ana teve que sair da praia, e ir à escola, onde suas colegas de sala não suportavam a sua felicidade.

tá ai um bom tema para um proximo texto

blog atualizado
wladlara.blogspot.com