domingo, 21 de junho de 2009

Amor de longo alcance (Marina Colasanti)



"Durante anos separados pelo destino, amaram-se à distância. Sem que um soubese o paradeiro do outro, procuravam-se através dos continentes, cruzavam pontes e oceanos, vasculhavam vilas, indagavam.
Bússula da longa busca, levav
am a lembrança de um rosto sempre mutante, em que o desejo, incessante, redesenhava os traços apagados pelo tempo.
Já quase nada havia em comum entre aqueles rostos e a realidade, quando enfim, numa praça se encontraram. Juntos podiam agora viver a vida com que sempre haviam sonhado.
Porém cedo descobriram que a força do seu passado amor era insuperável. Depois de tantos anos de afastamento, não podiam viver senão separados, apaixonadamente desejando-se. E, entre risos e lágrimas, despediram-se, indo morar em cidades diferentes."



6 comentários:

Mari Mendes disse...

Que triste...

guilherme disse...

irreal,acho...

Andréia disse...

pq irreal?

4tunato disse...

acontece...

Andréia disse...

E como acontece....

Jean Álamo disse...

Texto triste, mas bonito...